Foram limitadas as vendas de ferramentas de hacking para Rússia e China

Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

O Departamento de Comércio dos EUA fez um anúncio de novas regras relacionadas à venda e revenda, bem como também a exportação de software de intrusão cibernética. Os limites devem entrar em vigor num prazo de 90 dias, se as empresas quiserem vender suas ferramentas de hacking a países “que estão sob os olhares de uma preocupação de segurança nacional ou citados como países envolvidos com armas de destruição em massa” precisarão obter uma licença do Departamento de Indústria e Segurança. A política também cobre as nações que estão sob embargo de armas dos Estados Unidos.

Para o Washington Post, isso é muito complicado. Já existem muitas limitações na exportação de software de intrusão. Da mesma forma, existem oportunidades para as empresas obterem exceções. O ponto principal é que a apólice cobriria a venda de software para países como China e Rússia. Também limitaria a venda de programas como o spyware Pegasus da NSO, que alguns governos costumam usar para dissidentes e jornalistas.

O Departamento de Comércio disse que: “O governo dos Estados Unidos se opõe ao uso indevido de tecnologia para violar os direitos humanos ou conduzir outras atividades cibernéticas maliciosas, e essas novas regras ajudarão a garantir que as empresas dos EUA não fomentem práticas autoritárias”

Entre os 42 países envolvidos no Pacote Wassenaar, um pacto que estabelece controles voluntários de exportação de tecnologias militares e de uso duplo, os EUA são um dos últimos a impor limites à venda de software de hacking. Parte da razão para isso é que o país passou anos trabalhando nas regras para garantir que elas não impeçam os pesquisadores de segurança cibernética de todo o mundo de trabalharem juntos para descobrir novas falhas.

Dentro do seu mundo!